Love In: Cada viagem romântica pode ser uma produção fotográfica

Posted by

Há quem diga que andam sempre a passear. Ele dizem que é só trabalho, mas arranjaram maneira de conjugar duas das coisas que mais gostam de fazer: fotografar e viajar. Nuno e João Matos, gémeos de 35 anos, estudaram tecnologias informáticas mas foi quando o pai deu uma máquina fotográfica a cada um que descobriram o que gostavam de fazer. Do avô herdaram o gosto pela imagem. Do desafio entre os dois, a vontade de abrir um negócio.

A fotografia começou por ser hobby mas depressa se tornou profissão, quando as paisagens foram trocadas pelos casamentos. “Tínhamos algumas festas, fazíamos retratos relacionados com a fotografia social. A partir de 2011 começámos a fazer mais casamentos. Andávamos muito cansados porque gostamos de trabalhar com um nível muito alto de qualidade. A decisão de nos dedicarmos só a fotografia de casamento foi tomada com naturalidade”, conta Nuno. Nesse ano criaram a NJmattos Photography, que exigiu um investimento gradual de 20 mil euros, só em material fotográfico.

Mas o fator distintivo do negócio ainda estava para vir. Nuno e João adoram viajar. Juntando a fotografia de casamentos e o gosto pelas viagens, decidiram arriscar num novo conceito: levar casais, alguns dos quais já tinham fotografado no dia do casamento, a viajar com eles numa mega sessão fotográfica. Uma espécie de adaptação das sessões trash the dress mas com fotografias em grupo e de cada casal.

O entusiasmo com que a ideia da primeira viagem, a Londres, foi recebida mostrou que estavam no caminho certo. Além disso, assim conseguiam manter clientes que de outra forma não voltariam. Depois de Londres as sessões Love In… já tiveram edições em Paris, Veneza, Alpes, Lisboa, Escócia e, mais recentemente, Nova Iorque e Amesterdão.

Fonte: Dinheiro Vivo

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.